Cristiano Ronaldo venceu o prémio para melhor jogador do ano 2016 da FIFA, juntando o novo "The Best" à Bola de Ouro, que já tinha conquistado este ano. Ao receber o prémio, o campeão da Europa considerou ter-se feito justiça.


"Tinha muitas coisas para dizer, mas parece que agora fiquei bloqueado", começou por dizer Cristiano Ronaldo, após ter recebido o prémio das mãos do presidente da FIFA, Gianni Infantino. A seguir, o capitão da Seleção Nacional desbloqueou e disse o seguinte:
"O Ano de 2016 foi o melhor ano da minha carreira, muitas dúvidas havia, mas as pessoas não são cegas, as pessoas veem os jogos do clube e da seleção, não tenho dúvidas de que devo ganhar este troféu. Jamais me posso esquecer este ano maravilhoso. Obrigado a todos. Os prémios falam por si mesmo, gostava que o Messi estive aqui hoje como todos os jogadores do Barcelona."
Cristiano Ronaldo, que já venceu a Bola de Ouro da revista France Football, ganhou o seu quarto troféu de melhor jogador do mundo, num ano em que venceu a Liga dos Campeões, a Supertaça da UEFA e o Mundial de clubes pelo Real Madrid, e o Europeu pela seleção portuguesa. Passou mais uma vez a barreira dos 50 golos por época.
O argentino Lionel Messi (Barcelona), que já tem cinco prémios, e o francês Antoine Griezmann (Atlético de Madrid), que se estreia no top-3, eram os adversários do português. Recorde-se ainda que Cristiano Ronaldo já tinha ganho a Bola de Ouro referente a 2016, prémio que nos últimos seis anos foi feito em parceria com a FIFA e que agora decidiu criar o "The Best", entregue esta segunda-feira também a CR7 (que já vencera também o prémio da UEFA).

Enviar um comentário

 
Top